Alvaro Dias é o favorito na região dos Campos Gerais

O senador Alvaro Dias (PSDB) é o pré-candidato que possui maior percentual de intenções de votos dos ponta-grossenses para o cargo no Senado. A pesquisa estimulada, desenvolvida pelo Paraná Pesquisas e divulgada neste domingo(29) pelo Diário dos Campos Gerais, mostra que Alvaro Dias tem 66,86% das intenções de voto. Na semana passada, outro levantamento do instituto Paraná Pesquisas feito em todo o Estado do Paraná mostrou que o senador Alvaro Dias tem 64% das intenções de voto.

oio

Agência Senado destaca: CCJ pode votar projeto que impede perseguição a jornalistas estrangeiros

Matéria divulgada pela Agência Senado informa que assim que a Comissão de Constituição e Justiça iniciar seus trabalhos em fevereiro de 2014, deve ser votado o projeto de autoria do senador Alvaro Dias que protege estrangeiros de cancelamento de visto no Brasil. O projeto de Alvaro Dias, o PLS 141/2004, altera o Estatuto do Estrangeiro (Lei 6.815/1980) para que sejam observados todos os direitos e garantias fundamentais no caso da análise de cancelamento de visto.

Como lembra a Agência Senado, o projeto do senador Alvaro Dias foi apresentado depois que um jornalista dos Estados Unidos, Larry Rohter, correspondente do jornal The New York Times, foi ameaçado de ter seu visto cancelado pelo governo do PT, após escrever matérias com críticas ao então presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Em maio de 2004, o jornal publicou reportagem de Rohter que afirmava que Lula se excedia no consumo de bebidas alcoólicas. O jornalista tinha visto de permanência no país, onde morava há 23 anos, pois era casado com uma brasileira com quem teve filhos. O governo decidiu cassar o visto de Rohter e dar apenas oito dias para que ele deixasse o país.
No entanto, decisão do então ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Peçanha Martins concedeu salvo conduto ao correspondente do The New York Times até que fosse julgado o mérito do pedido de habeas corpus apresentado em seu favor. Após essa decisão, o governo desistiu de cassar o visto do jornalista.

Na proposta original, o senador Alvaro Dias sugere mudar o dispositivo da lei que atribui ao ministro da Justiça as hipóteses de óbice ao visto para que isso seja uma responsabilidade do presidente da República. Além disso, Alvaro Dias propõe que seja observado o direito de liberdade de imprensa.

O parecer apresentado ao projeto propõe que o presidente da República seja responsável por impedir o visto somente no caso de o estrangeiro ser considerado nocivo à ordem pública ou aos interesses nacionais. Se for aprovado na CCJ, o projeto ainda deve passar pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE).

Presente de ano novo: mais aumento de impostos

O governo aumentou de 0,38% para 6,38% a alíquota do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) incidente nos pagamentos em moeda estrangeira feitos com cartão de débito, saques em moeda estrangeira no exterior, compras de cheques de viagem (traveler cheque) e carregamento de cartões pré-pagos com moeda estrangeira.O aumento, anunciado pelo Ministério da Fazenda nesta sexta-feira, ocorrerá a partir deste sábado (28).O governo espera arrecadar R$ 552 milhões no ano com a mudança do IOF.

Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora, disse ao jornal Folha de S.Paulo que o governo está tentando recuperar as perdas que ele teve com medidas recentes de incentivo, como a desoneração da folha de pagamento. “A preocupação dele é com a arrecadação. A melhor forma de compensar isso seria com redução dos gastos públicos, mas isso não está nos planos do governo, especialmente com a aproximação do ano eleitoral”, disse.

Vendas de Natal têm pior desempenho em 11 anos

Crédito restrito, confiança em baixa, juros e inflação em alta e dólar mais caro levaram os brasileiros a reduzir o ritmo de consumo neste Natal, a principal data do ano para o comércio. Balanços preliminares indicam o pior desempenho em 11 anos.
O fraco desempenho do Natal confirma as previsões de economistas de que o comércio deva fechar o ano com o menor crescimento em uma década.
Segundo a Serasa Experian, as vendas do varejo no país subiram 2,7% no período entre 18 a 24 de dezembro, o menor percentual desde quando o dado começou a ser medido, em 2003. A média anual de crescimento no período foi de 7,55%.

Para 45%, país mudou após protestos

Gazeta do Povo publicou pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas nacionalmente que mostra o apoio do povo brasileiro às manifestações de protesto ocorridas na metade do ano.
Para 45%, país mudou após protestos
Redução das tarifas de ônibus foi o efeito mais visível das jornadas de junho. Pesquisa mostra que brasileiros ainda apoiam as manifestações!

Seis meses depois dos protestos que mexeram com a percepção política do país, os brasileiros ainda aprovam as manifestações que, segundo eles, trouxeram mudanças visíveis para o Brasil. Levantamento feito em 158 municípios brasileiros pelo Instituto Paraná Pesquisas, entre os dias 3 e 7 de dezembro, revela que as jornadas de junho – como ficaram conhecidos os protestos que tomaram contas das ruas do país – mudaram algo para 45% dos entrevistados. A aprovação é grande, embora nem todos tenham tomado parte no processo.

Realidade e promessa: sobe para 15 o número de mortos por causa da chuva no Espírito Santo

A manifestação de solidariedade se repete praticamente todos os anos. As providências cobradas pela população e muitas vezes anunciadas pelas autoridades são palavras soltas ao vento. As promessas de liberação de recursos não são cumpridas. Foi assim em relação ao drama de catarinenses, paranaenses e cariocas em anos passados. Como sempre, mais uma vez a presidente Dilma sobrevoa o local atingido pelas enchentes, publiciza o drama de muitos capixabas e promete R$: 600 milhões de ajuda. O dinheiro chegará em tempo e integralmente? Os antecedentes não recomendam que a resposta seja sim, infelizmente!