”Representante do caos”, fala de Álvaro Dias para Haddad em debate

“Você vem para essa campanha como o porta voz da tragédia. O representante do caos. O PT se transformou na filosofia do fracasso, na crença à ignorância, o arauto da intolerância e se especializou em distribuir a pobreza para todos e a riqueza para alguns de seus líderes”. Essas foram as palavras que Álvaro Dias (Podemos) disse a Fernando Haddad (PT) no debate transmitido pela TV Aparecida. O momento, quando o petista pergunta ao ex-governador do Paraná quais as propostas que ele tem para “fortalecer a família”, viralizou nas redes sociais.

Fonte : em.com.br

Eleição, intolerância e corrupção – Sugestão de Leitura

A pedagogia da intolerância se expande no Brasil com incrível velocidade. Nas relações políticas, pessoais e até em setores econômicos, em que a racionalidade deveria prevalecer. O oponente foi transformado no inimigo que precisa ser abatido.  Ignora que o oponente tem o mesmo direito e liberdade de pensar diferente. Essa é a essência do viver democrático. Na sua origem está um tempo recente no qual a sociedade foi catalogada em tempo binário: ou é amigo ou é inimigo. Gerando um radicalismo irracional, em uma sociedade que nos últimos 30 anos vem buscando consolidar o Estado de Direito Democrático.“Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”

Equívoco supremo do ministro – Sugestão de Leitura

A sociedade brasileira, parodiando o imortal romance de Dostoiévski, “Humilhados e Ofendidos”, vive um momento de recorrentes humilhações. E os grandes responsáveis são os integrantes dos poderes constituídos. A degradação de valores e interpretações equivocadas da realidade vem gerando situação de muitos patrícios acreditarem que chegamos ao limite de uma sociedade em que não deva prevalecer os valores civilizatórios. A irresponsabilidade vem se expandindo com velocidade incomum. A inteligência está sendo subestimada por ações desastradas dos integrantes dos poderes constitucionais.“Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”

Alvaro Dias anuncia criação de 4 milhões de vagas em creches

O candidato do Podemos à Presidência da República, senador Alvaro Dias (PR), anunciou, esta segunda-feira (10/09), que pretende criar 4 milhões de vagas em creches, caso seja eleito. Em caminhada pelo centro de Ribeirão Preto (SP), o presidenciável afirmou que implantará o cheque-creche, para que as mães possam escolher se desejam colocar os filhos em instituição privada ou pública.

A medida tem como objetivo reduzir o déficit de matrículas para crianças entre zero e três anos. “Pelo Plano Nacional de Educação (PNE), deveríamos colocar nas creches 50% das crianças nesta faixa etária. Porém, chegamos a apenas 33%. Nesse ritmo, levaremos 20 anos para colocar 50% das crianças de zero a três anos nas creches”, assinalou o parlamentar, que foi relator do PNE no Senado.

Alvaro Dias explicou que não faltam recursos para serem aplicados na educação. O problema, segundo ele, é “incompetência, falta de gestão, desarrumação e corrupção” no setor. “Temos que investir principalmente na educação infantil, de zero a seis anos. Um grande investimento, que vai influir no itinerário escolar, vai melhorar a qualidade do emprego, do salário, vai reduzir índices de corrupção e violência, além de melhorar a produtividade e o crescimento econômico do país”, afirmou.

O candidato criticou ainda a violência vivida pelos brasileiros. “Não podemos confundir indignação com ódio, com intolerância, que alimentam a violência e destroem a democracia”, observou. Alvaro Dias afirmou que os eleitores têm que estar “sempre contra a corrupção” e “contra os desgovernos”. Mas ressaltou que “não se resolvem os problemas do país a bala ou a facada”. “É preciso inteligência”, complementou.

Em São Paulo, Alvaro Dias promete cortar 10% das despesas públicas

O candidato do Podemos à Presidência da República, senador Alvaro Dias (PR), afirmou que pretende impor, já em 2019, um limitador emergencial de despesas públicas, com objetivo de cortar imediatamente 10% dos custos. O compromisso foi anunciado em conversa com comerciantes do Brás e da Rua 25 de Março, pontos de intenso comércio da capital paulista.

De acordo com o presidenciável, a ideia é eliminar o déficit do país até o começo de 2020. Ele assinala que despesas essenciais e investimentos não seriam reduzidos. Porém, o corte seria compensado em outros setores. Alvaro Dias defendeu ainda a reforma tributária como forma de cortar impostos e gerar investimentos.

“São medidas importantes para que o brasileiro volte a ter dinheiro no bolso e que a roda da economia volte a girar”, ressaltou o senador, que ouviu de comerciantes uma preocupação muito grande com a redução das compras e até com o fechamento de lojas. “Vamos fazer de tudo para zerar o déficit e melhorar o comércio e a vida das pessoas”, pontuou.

Além da caminhada pelo Brás e pela 25 de Março, Alvaro Dias esteve ainda na comunidade de Heliópolis. Lá, reforçou que regularizará 5 milhões de propriedade durante os próximos quatro anos. “Essa é uma grande ação social de legalização dos imóveis. Vamos entregar esses documentos para que o morador se torne proprietário na favela, no loteamento ou na área rural”, disse o parlamentar.

Zona Leste de São Paulo recebe Alvaro Dias com festa

O candidato do Podemos à Presidência, senador Alvaro Dias (PR), foi recebido com festa, esta terça-feira (04/09), em caminhada pelo calçadão de São Miguel, na Zona Leste de São Paulo. Acompanhado de uma multidão de apoiadores, além de candidatos a deputados federais e estaduais do Podemos, o presidenciável conversou com comerciantes e passou por ruas tradicionais do importante polo comercial paulista.

Durante o evento, Alvaro Dias criticou a incompetência do governo e dos administradores do Museu Nacional, cujo incêndio no último domingo (02/09) destruiu a maior parte do acervo, comporto por cerca de 20 milhões de itens. “O Brasil está pegando fogo, incendiado pela incompetência e pela corrupção. Não há respeito à arte e à cultura do país. O que fizeram com o Museu Nacional é uma vergonha para os seus dirigentes. Eles devem ser demitidos imediatamente”, cobrou o senador.

Alvaro Dias lembrou ações que promoveu, enquanto governador do Paraná (1987-1991), para revitalizar e recuperar museus e outras instalações culturais e artísticas do Estado. “Quando fui governador do Paraná, reformamos os museus e os teatros em parceria com a iniciativa privada. É preciso cuidar dos bens culturais. É preciso trabalhar em favor da nossa identidade cultural. O Brasil merece respeito”, destacou o presidenciável.

Em entrevista a jornalistas, o senador reforçou que isentará da cobrança de Imposto de Renda (IR) aqueles que ganham até R$ 5 mil por mês. Segundo ele, a medida permitirá que a população tenha mais recursos para consumir e que o governo arrecade mais com impostos. “O governo arrecadará mais porque esse dinheiro, aplicado no consumo, gerará outros impostos”, assinalou. Alvaro Dias ressaltou ainda o combate à corrupção e a reforma tributária como ações importantes para alavancar a geração de emprego e renda e para atrair investimentos para o Brasil.

Reformismo ou populismo – Sugestão de Leitura

Quem imagina que as ideologias tenham presença ativa na realidade política brasileira, incorre em grande equívoco. Não existem, nas concepções ideológicas à direita ou à esquerda, convicções doutrinárias sólidas no eleitorado que sustente o bifrontismo de pensamento que grande parte da mídia interpreta e divulga. Igualmente outros setores que se acham porta vozes das opções políticas da sociedade. Somos uma sociedade marcantemente conservadora, em que o passado está presente e ignora-se o futuro, aliada à desinformação gigantesca sobre os verdadeiros problemas que nocauteiam o desenvolvimento nacional.  Agravando a situação de uma sociedade desigual e injusta com a maioria da sua população. “Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”